• Aline Mesquita

Você não precisa de um figurino para começar

Atualizado: 1 de Dez de 2020

Há algumas semanas falei aqui sobre figurinos, apresentando alguns tipos e mostrando a evolução da moda na dança ao longo dos anos. Hoje volto a falar desse tema, mas sob um outro ponto de vista, que envolve a percepção de pessoas que estão começando a ter contato com as danças orientais e também a responsabilidade de uma professora de dança do ventre.



O figurino é uma das maiores propagandas para a dança do ventre e ele pode conseguir vender a dança praticamente sozinho. Não é para menos, pois os figurinos de dança do ventre, em geral são mesmo lindos! E a verdade é que as pessoas ficam deslumbradas quando veem uma apresentação de uma bailarina profissional, não apenas pela dança, mas pelo conjunto todo que envolve a apresentação e isso inclui também a maquiagem, os acessórios e o próprio figurino da bailarina. Isso deveria ser um motivo para respirarmos aliviadas e ficarmos tranquilas, afinal, as pessoas estão olhando a apresentação, se interessando e querendo aprender a dançar também, não é? Deveria, mas nada é tão simples assim e às vezes o figurino pode ser um pouco problemático.


Ao assistirem uma apresentação de dança do ventre, é comum as mulheres se entusiasmarem e se motivarem a buscar aulas para começarem a dançar. E já no primeiro contato com a escola ou a professora é comum perguntarem sobre a roupa para dançar, pensando justamente no figurino. É aí que mora o problema. Eu até entendo. A pessoa viu uma bailarina dançando um solo, achou-a linda e maravilhosa e ela quis se sentir assim também, com todo o glamour que uma bailarina tem direito. Agora ela quer se sentir linda e poderosa e quer colocar aquela roupa de princesa (ou rainha!). Me desculpe o banho de água fria, mas nenhuma aluna iniciante vai começar a dançar e já se apresentar em um solo como uma bailarina profissional. Vamos com calma! Se você leu meu post sobre as responsabilidades de professoras e alunas, já deve saber que algumas alunas são um pouco apressadas e querem pular etapas; tem alunas que só querem um certificado, tem alunas que querem dar aulas antes mesmo de aprenderem a dançar e, talvez esse seja mais um exemplo do tipo: as alunas que querem o figurino exclusivo antes de começarem a dançar. A professora tem que atuar com responsabilidade e tentar fazer a aluna entender o processo. E se por um lado, temos essas alunas apressadas, que fantasiam com a roupa de dança, por outro lado temos também as alunas realmente interessadas, mas para quem o figurino é um obstáculo; elas têm receio de ter que usar uma roupa de dança do ventre, de ter que mostrar o seu corpo ou ainda de que a sua forma física não seja a ideal para começar e, por isso, muitas vezes acabam adiando o sonho de entrar para a aula de dança.


Em todo o caso, é preciso começar afastando essa ideia do figurino. Então, se você está iniciando na dança do ventre, não se preocupe, quando chegar a hora você vai ter o seu figurino e ele será lindo; ele provavelmente será elaborado pela sua professora e estará em harmonia com o das suas colegas que dançarão junto com você em um grupo.


kit básico para a aula de dança: roupa de ginástica e um lenço para o quadril

Mas por enquanto, esqueça a fantasia (abstrata) de se “fantasiar” ou esqueça o medo de se vestir como uma bailarina oriental e coloque sua atenção no aprendizado. Para aprender a dançar, você não precisa de um figurino, você precisa ter vontade de aprender, você precisa de uma roupa confortável (tipo roupa para ginástica) para fazer as aulas e você precisa de dinheiro para pagar as aulas, é claro. E confie em mim, você não precisa de um figurino para se sentir linda e poderosa. Procure focar em aprender a dança. Quando você aprender alguns movimentos e descobrir que o seu corpo pode fazer coisas que você não sabia que era capaz, quando você começar a explorar a musicalidade que existe no seu corpo com a dança do ventre, você vai entender que você já é poderosa (porque a sua capacidade já é de fato um grande poder) e não precisa de um figurino para isso.


profe Aline e alunas na aula de dança do ventre

E é isso, pessoal! Se você leu até aqui, muito obrigada! Espero que você tenha gostado desse post e que você fique tranquila de saber que não precisa de um figurino para começar a dançar. Se você gostou desse post, então compartilha para ajudar a difundir o conhecimento da dança oriental. Sinta-se à vontade para comentar o que você achou do que leu aqui, o que você acha dos figurinos de dança do ventre, se você já teve essa preocupação quando estava começando ou como foi o figurino na sua primeira apresentação.

Se tiver interesse em começar as aulas de dança do ventre, acesse a página Aulas do site, ou entre em contato para saber à respeito das turmas, horários e valores.

E não deixe de acompanhar meus posts aqui e nas minhas redes sociais!